segunda-feira, 8 de junho de 2009

Como Transferir as abelhas do Pau para caixa Racional


Uma das grandes dúvidas de todo iniciante é como retirar um enxame de Meliponas (Jandaíra, uruçu, mandaçaia etc) do tronco para uma caixa Racional, recebo muitos e-mails com essas questões e devido a isso, estarei postando o passo passo de todo o processo. Mas desde já garanto que é bastante trabalhoso, é preciso um pouco de experiência, paciência, força e muito cuidado.



Antes de mais nada, devo informar que essa atividade deve ser realizado pela parte da manhã, de preferência logo bem cedo, com dia de sol, isso dá mais tempo para que as abelhas arrumem a nova casa no decorrer do dia.

Se possível, leve o tronco para outro local, deixando uma caixa para enganar as abelhas que venham chegando no decorrer do processo de abertura.

Primeiro, é preciso informar as ferramentas: Mareta, cunhas, alças, serras elétricas (se tiver), serrote, sugador de abelhas, faca de mesa e formão. Separado o material, iniciamos dando um corte longitudinal com a serra elétrica (eu uso uma maquita) na área do ninho.




Feito esse corte incial, usamos as cunhas para começar a abrir o tronco para termos acesso ao ninho, lhe informo que ao iniciarmos as batidas as abelhas campeiras mais velhas começaram a sair para defender a colónia, com certeza vc levará muitas beliscadas, elas não tem ferrão mas beliscam que é uma beleza.



Aguente o tranco, com um tempinho elas ficarão confusas e irão para onde estava o tronco e deixaram vc em paz por algum tempo. feito as aberturas com as cunhas vamos aos poucos forçando o tronco para que ele se lasque.



Alguém pode perguntar, por que não usa logo um machado para abrir, seria muito mais rápido? Sim seria, contudo a pancada que machado produz no ninho é muito violenta e acaba gorando quase todos discos, fora que se vc bater no local errado, vai destruir muito potes de alimento, matando assim muitas abelhas ou mesmo a própria rainha, o que não é nada bom.



Objetivo inicial alcançado, deixamos a força bruta de lado e passamos a usar a delicadeza, ao abrirmos o tronco na área da entrada do ninho, logo nos deparamos com os discos de cria.



De imediato, procuramos pela rainha para que possa ser retirada com muito cuidado, não recomendo tocar nela, pricipalmente porque podemos passar cheiros diferentes para ela e as abelhas podem estranharem esse cheiro e acabarem matando a gordinha, encontrada, reservamos em algum recipente sozinha, somente devolvendo-a a colónia após todo o processo de transferência.

Se não acharmos, passamos para os discos, vamos com muito cuidado, retirando os discos de cria com a faquinha de mesa, procurando não machucar ainda mais. É possível que os discos mais novos gorem devido as pancadas, nesse caso eles devem ser descartados para evitar infestações por forídeos, eles são atraídos pelo cheiro da alimento larval ropindo das células de cria nova.



Retirado os discos, passamos a retirar os potes de alimento, isso tem que ser feito com muito cuidado, procurando não estourar muito potes pois se muito se romperem mataremos afogadas muitas abelhas, podendo inclusive matar a própria rainha.



Feito isso, passamos a sugar as abelhas novas com sugador de abelhas (depois ensino como fazer um), em seguida depositamos as abelhas que não sabem voar dentro da caixa racional juntamente com a rainha.

Feito isso, fechamos a caixa e esperamos a entrada das abelhas que estavam fora para que aceitem a nova morada. Logo as abelhas passarão a reconhecer a caixa racional como sua nova morada e se acalmarão. Para ajudar nesse processo, colocamos um pouco de cera na entrada para facilitar o reconhecimento.



Não recomendo colocar de imediato os potes de polém, pois certamente muitos estarão rompidos e serão, sem dúvida, fonte de atração aos forídeos, conserve em geladeira e os ponha somente após 48 horas, tempo suficiente para as abelhas se organizarem.



O mel que foi derramado no tronco pode ser colhido com o sugador, coado e coservado em geladeira para o consumo no decorrer dos dias.



No decorrer da semana, vá inspecionando a colónia para acompanhar a organização, veja se construíram o túnel de acesso, se existem muitas abelhas mortas (isso pode ser sinal de pilhagem), se ainda existem discos gorados (que devem ser retirados), se a rainha não foi morta, se existe postura nova, se estão organizando os potes de alimento na melgueira, se existe forídeos (se sim, coloque armadilha conforme já ensinado) etc.

Se tudo estiver bem, é só alimentar e deixar o resto com elas. Todo esse processo é demorado, mas devemos procurar fazê-lo o mais rápido possível, pois o cheiro de mel derramado atraí abelhas de outros enxames o que pode desencadear muitas brigas e mortes. Fora que isso pode atrair a Apis melifera (abelha de ferrão) e se elas chegarem aos montes, perdemos todo o trabalho.

att,




Kalhil Pereira França
Mossoró-RN

10 comentários:

adelino ramos on 25 de junho de 2009 06:23 disse...

kALHIL GOSTAVA DE VER VOCÊ COM ESSA ROUPA FAZER UMA VISITA A UM APIÁRIO MEU,IRIA DAR UMA ESTÓRIA E TANTO PRA CONTAR ENTRE A COMUNIDADE DE APICULTORES DA REGIÃO DE (LEIRIA) E NÃO SÓ IA SER UM RISO DANADO .
UM ABRAÇO
melfontenova...

Anônimo disse...

Bom dia!
gostaria de receber via email modelo de caixa para abelha jatai com suas dimensões e fotografias de como é seu interior,o ninho,a melgueira etc.
Email fernandocaxeiro@bol.com.br

Obrigado! fernando caxeiro
Cuiabá - MT

rozilda disse...

parabens, acho muito bonito esse tipo de trabalho com abelha.
peço vc se nao for encomodo
me mandar um modelo de como fazer a caixa o ninho e outros mais
para ver com faz.
desde ja muito obrigado.
rozilda de cavalcante-go

Anônimo disse...

gostaria se possivel, as dimensões da caixa para mandaçaia, desde já obrigado.
jôao Batista
Email: batista.j@hotmail.com

Anônimo disse...

Ola kalhil,
Estou querendo fazer minhas caixas moduladas de madeira (Tabuas) . porém a tampa e o fundo quero fazer de compensado, mais antes quero ouvir sua opinião. o q vc acha dessa idéia kalhil?
Um forte abraço
jean carlos _ norte do maranhão

Anônimo disse...

gostaria de receber as dimensões da caixa e como ela fica presa uma sobre a outra.
rnmartins007@hotmail.com

vilson on 30 de maio de 2011 17:34 disse...

Amigo,parbéns pelo teu blog!

luiz gustavo disse...

ola, gostaria de saber as medidas da caixa de abelha jatai como e feita e tambem como retiraa r uma colmeia de um alicerce de uma casa.se possivel me respondam no email luizgustavotuning@hotmail.com obrigado

Anônimo disse...

ola amigo parabrns pelo seu trabalho.gostaria que me enviase por email o modelo e edimencoes da colmeia inpa para jandaira e fotos do seu interior .maralima89@hotmail.com
muitissimo obrigada...

cristiano sonnemann on 27 de outubro de 2013 01:25 disse...

oi achei interessante seu blogue se não for incomodo me mande por Email fotos ou mais detalhes de como e a caixa da Jatais por dentro e as medidas!! eu Tenho apiário da Ápis, e quero ter também a Jatais mas não sei quase nada sobre ela!! Obrigado!!!
sonnemann@live.com

 

Meliponário do Sertão Copyright © 2008 Black Brown Art Template by Ipiet's Blogger Template