segunda-feira, 14 de abril de 2014

Os Bombons protéicos do Cappas...

Nesse período de abundância de alimento no campo, pouco nos preocupamos com a alimentação das abelhas. Na verdade, há um maior atrativo pelo néctar e pólen das plantas em vez da alimentação artificial, tendo em vista se tratar do alimento natural das abelhas. 

Mesmo assim, nos enxames mais novos torna-se importante fornecer alimento artificial para facilitar o crescimento dos enxames ou mesmo ajudar a estimular a postura das rainhas.

Assim sendo, vou, mais uma vez, ensinar uma receita já conhecida dos amigos meliponicultores, pórem fornecida de maneira bem interessante.

Trata-se dos famosos bombons do Prof. João Pedro Cappas, famoso pesquisador português de insetos sociais. O Cappas, como é mais conhecido, desenvolveu um método para fornecer a ração proteica, uma espécie de bombom de pólen artificial à base de extrato de soja ou levedo de cerveja que substitui o pólen natural.


A receita é simples e consiste basicamente em misturar: extrato de soja (cerca de 500g); mel puro de apis (100ml) e um pouquinho de pólen colhido da caixa das abelhas. Recomendo sempre usar mel puro, nunca xarope, pois este último facilita a proliferação de bolor.


É importante colher o pólen de algum pote das colônias pois esse alimento possui microrganismos que irão fermentar o alimento artificial. Sem ele há receita não dá certo por que as abelhas não aceitam o alimento sem está levemente fermentando. Além disso, a ração fica com o mesmo gosto do pólen das abelhas, sendo assim mais palatável.


Misturamos inicialmente tudo com uma colher e na medida que massa for tomando forma vamos usando a mão mesmo. Pra saber o ponto ideal basta verificar se a massa está grudando nas mãos, caso positivo acrescente mais extrato de soja até a massa ganhar liga e torna-se homogênea.

Feito isso colocamos a massa num recipiente com tampa e deixamos a ração fermentar por aproximadamente 15 (quinze) dias. Esse é o tempo necessário para a massa ganhar as mesmas qualidades do pólen natural que foi misturado no preparo da ração. Após esse tempo ela apresentará uma coloração marrom. Ficará com o cheiro e gosto muito similar ao alimento natural das abelhas.


Agora é que vem o truque do bombom para facilitar a aceitação da ração artificial nas abelhas. Para fazer os bombons vamos precisar de cera bruta de apis, um palito para churrasco e a ração pronta.


O primeiro passo é fazer bolinhas do tamanho natural do pote de pólen das abelhas que vamos fornecer. Em seguida basta a gente derreter um pouco de cera natural das abelhas europeias em algum recipiente. Eu costumo fazer isso no próprio microondas, pois é bem mais rápido que o processo em banho-maria.


Depois furamos com o palito de churrasco as bolinhas da ração e mergulhamos de duas a três vezes dentro da cera derretida. Esperamos esfriar e retiramos os bombons de pólen cobertos pela camada de cera prontos para serem servidos as colônias.

Depois de pronto basta colocar no cantinho da caixa para que sejam fixados pelas abelhas. Não demora muito e todo alimento passa a ser consumido pelas abelhas sem nenhum tipo de rejeição. 



Devemos lembrar que o pólen é o principal responsável pela qualidade da postura de nossas colônias, a presença desse alimento é extremamente importante para um rápido crescimento na ovoposição realizada pela rainha.

Assim fica a dica, estando a colônia sem pólen natural devemos fornecer a ração proteica para manter o ritmo de crescimento saudável de nossas abelhas.

att,

Mossoró, em 14 de abril de 2014.



Kalhil Pereira França
Meliponário do Sertão


6 comentários:

  1. Ótima dica, poderia depois ensinar a derreter cera no microondas, fiquei curioso, pois no fogão da muito trabalho.

    ResponderExcluir
  2. Prezado amigo, é simples. Basta raspar alguns pedaços de cera dentro de recipiente que seja apropriado (resistente ao derretimento) e ir derretendo ao cera na potência máxima. A cera se mantém líquida por um bom tempo até esfriar novamente e voltar a estado sólido.

    ResponderExcluir
  3. Legal amigo !
    Essa receita é muito útil, sempre é bom estar postando, para aqueles que ainda não a conhecem possam fazer uso também.

    Conhecimento é sempre bem vindo.
    Grande abraço e muito sucesso pra você.

    ResponderExcluir
  4. Obrigado pela atenção amigo, vou experimentar.
    Mas me surgiu outra dúvida, quanto tempo posso armazenar o bombom?Devo armazenar na geladeira ou em temperatura ambiente?
    Desde já agradeço.

    ResponderExcluir
  5. Amigo, não sei. Tenho feito pouca quantidade e tenho servido aos enxames assim que tenho a ração pronta. Mas acredito que ela pode ser mantida em geladeira, já no formato de bombom por muito tempo (03 meses) porque a ração fica protegida da ação externa pela camada de cera.

    ResponderExcluir
  6. Oi Kalhil,

    Acompanho sempre suas dicas no blog. Continue nos presenteando com suas experiências, são muito importantes para nós, iniciantes.
    Mas estou com uma dúvida, qual seria aproximadamente a quantidade do "pouquinho de pólen colhido da caixa das abelhas" para a mistura da receita?

    ResponderExcluir

Comentário aqui: