sexta-feira, 4 de maio de 2012

Navegar é preciso, viver não é preciso

Vez por outra, o Grande Arquiteto Do Universo envia pessoas que veem ao mundo para deixar sua marca. Pessoas que, mesmo rapidamente, fazem de sua jornada pela terra algo eterno, algo que nos mostra que a vida tem outro sentido quando nem tudo é dinheiro.

Uma dessas pessoas foi Israel Kamakawiwo'ole, mais conhecido com o "Braddah IZ", nascido em Honolulu - Havaí, a 20 de maio de 1959, tornou-se um dos maiores famosos Havaianos de toda a história. 



Sendo descedente de uma linhagem pura de havaianos nativos, passou a sua vida a lutar pela indepedência do Havaí e pelos direitos do mesmo, lugar que tanto gostava. Amante do estilo surf de ser, sua voz marcante e suave encantou (e ainda encanta) o mundo imortalizando canções como "Somewhere Over The Rainbow" (Em algum lugar além do arco íris). 

(clique no play para ouvir)

Somewhere Over the Rainbow by Israel Kamakawiwoʻole on Grooveshark

Ainda muito cedo, vítima de complicações respiratórias devido ao seu peso elevado (343kg e 1,88m de altura) faleceu em 26 de junho de 1997. Segundo as lendas havaianas, Braddah IZ encontra-se hoje a viver em cima de todo arco-íris nas praias do Havaí.

(clique para ampliar)




Nas horas vagas, além de cuidar das nossas queridas abelhas, pratico uma atividade que, além de muito prazerosa, me deixa ainda mais em sintonia com a natureza e com as idéias do eterno havaino. Velejar sempre foi pra mim algo muito especial, não só pela questão física provocada pela atividade, mas principalmente pela maravilhosa sensação de liberdade, típica dos esportes radicais.




Vez por outra coloco meus fones de ouvido para ouvir lindas canções como Over the Rainbow pelo mar sem rumo e hora pra chegar, preocupado apenas em curtir a melhor onda, a melhor manobra, o melhor por do sol, a melhor brisa do mar em companhia de golfinhos e tartarugas marinhas. Nessas horas imagino como teria sido bom conhecer o famoso havaiano tocando o seu nostálgico ukelele.






Mesmo já tendo velejado nas mais variadas praias pelo Brasil afora, entrar no mar e curtir tudo que o Kite e a prancha juntas podem nos propiciar é simplesmente mágico. Exatamente como no fílme "Como se Fosse a Primeira Vez", onde a história se repete todos os dias pela eternidade.


 (local das fotos: praia de Pernambuquinho, Grossos-RN)

Bem, hoje é sexta-feira, final de expediente na repartição e mais do que nunca amanhã começa nosso final de semana. Não sei o de vocês mais o meu será como tem sido nos últimos anos, à base de abelhas, praia e muito velejo ao som de Israel Kamakawiwo'ole.

Ahh, e quem quiser saber mais sobre esse esporte tão legal, acesso o blog do nosso amigo Patrik: www.pernambuquinho.blogspot.com.br/

Bom final de semana para todos...

Mosssoró, às 18:00h em ponto, em 04 de maio de 2012.


Kalhil Pereira França
Meliponário do Sertão

8 comentários:

  1. Isso é o que eu chamo de vida, que inveja...

    ResponderExcluir
  2. Grande Kalhil,
    Quando penso que sabemos tudo sobre você e suas maravilhosas abelhas, lá vem você e nos surpreende com um esporte tão legal. Realmente, show de bola garoto.

    Wilson Macedo
    Quixadá-CE

    ResponderExcluir
  3. Carlos Alberto - Rio de Janeiro-RJ4 de maio de 2012 18:27

    Essa música é simplesmente espetacular. E mais numa paisagem dessas, po, corvardia em Kalil. Só faltou a cervejinha no final de texto.
    Cara, adoro seu blog, sou leitor assíduo e mais agora sabendo que compartilhamos da mesma paixão pelo mar, passarei a visitá-lo mais vezes.
    Grande abraço,

    ResponderExcluir
  4. É isso aí kalhil, voando como as abelhas !!!
    Vai trazer seu Kite para velejar na praia do Pepe ?
    Abração
    Medina

    ResponderExcluir
  5. Rapaz, quem me dera...
    Acho que não terei muito tempo pra isso, há muitas lugares e amigos abelhudos para visitar.

    ResponderExcluir
  6. G.A.D.U? O amigo é maçom ou tem algum envolvimento com a maçonaria?

    ResponderExcluir
  7. M.: I.: C.: T.: M.: R.:

    Respondi sua pergunta, rs?

    ResponderExcluir
  8. conhece a ordem demolay?

    ResponderExcluir

Comentário aqui: