terça-feira, 19 de abril de 2011

A Prosperidade Volta a Reinar

Decisão acertadíssima foi a mudança emergencial de local do meliponário em Mossoró para Tibau/RN. O novo local vem proporcionando aos enxames uma ótima recuperação. A florada local não é tão exuberante nesse momento quanto a da caatinga, todavia a ausência do carro fumacê garante um bom crescimento sem perdas de campeiras.


Na verdade não há do que se reclamar, pois a florada do litoral, principalmente do coqueiro, é quase que contínua. Isso garante uma presença constante de pólen de ótima qualidade as abelhas.



Durante a minha visita nesse fim de semana pude constatar isso. Era fácil observar grande parte de minhas abelhas entre as flores nas mais variadas plantas. Inúmeras foram as Jandaíras que pude encontrar colhendo em abundância muito néctar e pólen.


Ao me aproximar de um belo pé de Velame encontrei essa Jandaíra com as corbículas lotadas. Passeava tranqüilamente colhendo com toda maestria algumas gotas do mais puro néctar do litoral do RN.



Antes de ir embora para sua casa se virou em minha direção e acenou com sua patinha como se quisesse agradecer pela estada no local. Devo confessar que essa foi uma das fotos mais bonitas que já tirei de uma Jandaíra na flor.




Não só as Jandaíra colhiam em abundância, muitas outras abelhas passeavam em busca de alimento, principalmente as africanizadas que são maioria aonde quer que fosse, mas o que me chamou muito atenção foi poder observar a grande quantidade de xilócopas e mamangavas na região. É praticamente impossível não percebermos a beleza do trabalho dessa última entre as flores, principalmente aquelas que só são polinizadas com eficiência por esse inseto.




Perceba que a estrutura dessas flores é desenhada unicamente para o trabalho do seu polinizador, somente uma abelha com o porte da mamangava é capaz de alcançar os estames fazendo o trabalho de polinização cruzada de maneira eficaz.

Após o passeio em busca das abelhas resolvi, em companhia do meu fiel escudeiro, realizar uma colheita de mel para atender alguns pedidos, as colônias ainda estão em processo de recuperação, mas mesmo assim não foi difícil colher 5kg de mel de Jandaíra de alguns poucos cortiços.





Ao abrir os enxames selecionados pude atestar a recuperação de minhas queridas meninas, nada é mais satisfatório do que ver novamente a beleza da postura de uma ótima rainha de Jandaíra, a quantidade de potes é crescente e em tamanho bem satisfatório. Não tenho dúvidas que logo logo terei as minhas matrizes novamente.

Difícil mesmo foi convencer o pequeno que as minhas costas não eram o lugar mais adequado para ele observar a minha coleta de mel. Sempre disposto a me ajudar (e também atrapalhar), o Alfredo, de apenas 4 anos, é admirador das abelhas sem ferrão e vêm, graças aos meus incentivos, ganhando muito gosto pela meliponicultura.







Adora mel de Jandaíra, sempre está me pedindo que abra algum cortiço para que ele possa saborear algum potinho de mel. Depois de muito pedidos deixei que ele colhesse um pouco de mel com bomba coletora. Terminou realizado e todo lambuzado de mel.




Segundo ele todas as abelhas que levei para Tibau/RN são, na verdade, agora propriedade dele. Bem, fazer o quê? O jeito agora é dividir os conhecimentos com o menino e fazer dele, num futuro não muito distante, um grande meliponicultor.

Att,

Mossoró-RN, em 19 de abril 2011.

Kalhil Pereira França
Meliponário do Sertão

Um comentário:

  1. Márcio,Umarizal-RN20 de abril de 2011 19:56

    olá Kalhil,saudações......Foi uma surpresa e uma grande satisfação encontrar o "Meliponário do Sertão".Parabéns a voçê pelo trabalho e preservação da JANDAÍRA e a todos que preservam a caatinga,tão despresada pelos brasileiros e principalmente pelos nordestinos que a exploram erroneamente destruindo seus recursos.A caatinga é o único bioma totalmente Brasileiro,somente quem conheçe sabe da sua importância.Muito bem Kalhil, voçê é um exemplo a ser seguido pelos jovens "despeocupados" com a preservação do Meio Ambiente.

    ResponderExcluir

Comentário aqui: